Mudança

edmolmoving

…mudamos para um endereço novo com domínio próprio e mais opções de customização!!! =)

www.kanten.com.br

Cozinha Divertida

>> Mudamos! kanten blog

Quem não gostaria de ter um desses utensílios de cozinha divertidos? =)

Esses aí de baixo são da loja francesa Pylones.

thumb_colagem

  1. Torradeira Florida
  2. Ralador Nonna
  3. Passarinho Porta-Ovo Quente
  4. Mocinha Porta-Detergente

Mochi & Ankô

>> Mudamos! kanten blog

O Mochi e o Ankô são duas receitas tradicionais da culinária japonesa. A partir delas é possível fazer um montão de outros pratos!

O Mochi ou (moti) é aquele “bolinho de arroz” feito em um pilão (ussu) por duas pessoas. Enquanto uma adiciona água ao arroz cozido a outra bate com a ajuda de uma espécie de marreta de madeira (tsuchi). É preparado normalmente durante a época de Ano Novo.

Quando era pequena, fazíamos o mochi na casa da minha vó exatamente dessa forma. É um pouco assustador no começo…principalmente porque parece que a mão da pessoa que ajeita a massa no pilão ..vai ser esmagada a qualquer momento!! =)…Não gostava de ficar vendo quando chegava a vez do meu pai =p

O Ankô é um doce de feijão vermelho (azuki) e ao contrário do que eu imaginava, ele não foi inventado no Japão, mas na China!

dsc_0104

Bom…o legal dessas duas receitas é que com elas é possível fazer dois doces diferentes: o daifuku e o botamochi!!!

No daifuku (bolinho da sorte), o ankô é o recheio e o mochi fica do lado de fora.

dsc_01092

dsc_01103

Já no botamochi é o contrário: ankô fora e arroz de mochi (motigomê) dentro. Com a ajuda do meu amigo Perninha (tricolor e corredor =) )…descobri que “botan” é uma flor japonesa e que esse doce é preparado normalmente na primavera. Em outras estações do ano, ele recebe o nome de ohagi.

dsc_0118

dsc_01232

Aí vão as receitas:

Mochi

  • 2 xíc. de chá de motigomê
  • 1 xíc. de chá de água morna
  • maisena

Lavar o arroz e deixar de molho até o dia seguinte. Escorrer e bater o arroz e a água no liquidificador até não ficar nenhum grãozinho.

Despejar em uma forma com pano úmido e cozinhar em banho-maria por aproximadamente 30 minutos.

Colocar a massa em uma assadeira polvilhada com maizena e fazer os bolinhos!

Ankô

  • 0,5 kg de feijão azuki
  • 0,5 kg de açúcar
  • 1 pitada de sal

Escolha e lave o feijão e deixe-o de molho por 2 horas. Depois, com a mesma água, cozinhe (com a tampa da panela de pressão aberta) por 5 minutos. Troque a água, tampe e cozinhe por mais 20 minutos.

Depois de cozido, acrescente meio copo de água e bata no liquidificador. Em seguida, esprema a massa com um guardanapo de pano para tirar o excesso de água.

Separe metade da massa acrescente o sal e o açúcar e leve ao fogo (sempre mexendo) até engrossar. Acrescente a outra metada da massa e cozinhe até obter o ponto desejado.

Bonequinha

>> Mudamos! kanten blog

O Natal já está chegando! É hora de começar a pensar nas lembrancinhas!!

Aí vai uma idéia de uma bonequinha que pode servir de adereço para várias criações: bolsas, carteiras, chaveiros…É bem fácil de fazer!

Para a carinha da boneca foi utilizada uma bolinha de porcelana fria (a receita você pode conferir aqui). O desenho vai da criatividade de cada um (essa é a parte mais divertida =p)!..Para pintar as caretinhas usei canetas e tinta para tecidos.

dsc_00761

Para fazer o corpo, recorte um semi-círculo com 12,5 cm de diâmetro…

dsc_0080

Depois de todo material necessário separado, é só seguir o passo-a-passo.

Com algumas miçangas…ela pode virar um charrmoso chaveirinho!

dsc_0096

dsc_0097

Aí vão outras idéias de carinhas:

dsc_01011

O “Tchubaruba” é só pra indicar o belo site, onde é possível ouvir as músicas da Mallu Magalhães…uma menininha muito talentosa! =p

Instruções para fazer a bonequinha.

Bolinho de Estudante

>> Mudamos! kanten blog

Semana passada, experimentei um bolinho muito saboroso no café-da-manhã durante uma viagem!!…Aliás café-da-manhã de hotel é uma das minhas alegrias =p!!!..É tanta coisa diferente pra experimentar…e tudo parece tão gostoso!!!

Pois bem….de início achei a aparência do bolinho um pouco estranha, porque estava embebido em uma calda de açúcar. Mas como a descrição dizia: “Bolinho de tapioca e côco frito”…resolvi experimentar. Afinal a combinação tapioca-côco normalmente não tem erro, né!?

Resultado: o bolinho estava muuuuito bom, mas como já tinha experimentado muuuuita coisa =)…resolvi não repetir..=p..Já que tinham mais 2 dias de café-da-manhã pela frente!!

Só que…para minha tristeza..(e do Léo tb)…não fizeram mais esse bolinho nos outros dias =((….

Chegando em SP procuramos a receita na Internet e fizemos em casa!!!..Santo Google!!!!

dsc_0129

Receita:

  • 300 g de tapioca
  • 70 g de açúcar
  • 100 g de côco ralado
  • 2 xícaras de água morna
  • 1 colher (chá) de sal
  • 2 xícaras de leite morno

“Misture todos os ingredientes e deixe a massa descansar durante 10 minutos. Tome porções e enrole com as mãos, formando bolinhos. Frite-os em óleo quente. Sirva os bolinhos polvilhados com açúcar e canela em pó.”

uma dica: se você for comer logo depois de pronto, experimente passar no açúcar e na canela antes de fritar..ele fica com a casquinha mais crocante!!

O bolinho tem esse nome, porque os ingredientes são simples e baratos.

Algumas fotos da viagem:

dsc03624

dsc036541

dsc03671

Rudráksha

>> Mudamos! kanten blog

O nome é bem diferente, mas Rudráksha nada mais é que a semente de um fruto (blueberry) de uma árvore originária do Himalaya. O termo composto, escrito em sânscrito, significa “olho de Shiva” (aksha: olho / rudra: Shiva).

dsc_0084

Para que a semente seja extraída, o fruto é deixado de molho na água por vários dias, em seguida, retira-se a casca e a polpa para obter apenas a sementinha. Ela serve de matéria-prima para a confecção do Japamálá.

O Japamálá é um cordão com 108 rudrákshas utilizado como marcador em orações (Hinduísmo/Budismo) ou como contador de mantras (Yôga). É bem divertido montar um =)…mesmo que a agulha teime em passar pelo buraquinho da semente!!..Foi isso que fizemos mês passado na oficina oferecida pela unidade Plaza Sul. Cada aluno montou o seu e levou para a casa =)…Depois de pronto ele fica assim:

dsc_01132

Para saber mais:

Feltragem

>> Mudamos! kanten blog

Depois de ler a reportagem sobre feltragem com a Denise Meneghello na revista Make e ver esse lindo tapete na revista Casa desse mês, surgiu a inspiração para esse post.

A técnica de feltragem utiliza lã 100% pura (lã merino), sabão e água quente. Com a fricção, as fibras de lã ficam com consistência de pasta, fazendo com que uma deslize sobre a outra unido-as. Depois de seco e esfriado, o que era um punhado de lã..vira um pedaço de feltro!!!

Fico imaginando se as ovelhas não fossem tosqueadas …elas ficariam com aqueles tufos de lã, parecendo rastáfari…ohoho…Mais ou menos igual aos poodles que não gostam mto de banho =p!!

Ainda não experimentei essa técnica, mas depois de ver algumas idéias de como utilizar o feltro em sites/blogs..fiquei animada =)…

Esse tapete, por exemplo, foi feito com várias cores de lã e muuuuito exercício para o braço (animação de todo o processo em gif)!!!

Outra idéia é feltrar a lã com um sabonete dentro e criando uma esponja, conforme esse tutorial do cheiroso blog The Soap Bar:

Mais idéias:



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.